Da Terra à Mesa – Avirecria

A empresa Avirecria foi constituída em novembro de 1996, tendo como sócio gerente Luís Pinho.
Inicialmente a avicultura era o ramo principal do negocio, advindo daí o nome da empresa.
Esta actividade perdeu rentabilidade e a empresa sentiu dificuldades pelo que, decidiu gradualmente alterar o seu core business, abandonando o sector avícola e diversificando a gama de produtos comercializados, concentrando-se a partir daí na área comercial. A partir dessa altura dedicou-se exclusivamente ao comércio de produtos agrícolas, rações, batata semente e consumo, adubos, petfoods, alimentos para animais de companhia, utilidades domesticas, etc.

Porbatata: Como começou a sua relação com as batatas? E como surgiu a Avirecria?
Avirecria: Acompanhando a necessidade de diversificação de produtos a empresa decidiu alargar a gama de produtos pelo que, em 1998 implementou venda de batatas de semente dando resposta as solicitações do mercado.

Porbatata: Que tipo de produtos são comercializados pelas Avirecria? Quais são os Vossos principais mercados/clientes?
Avirecria: A Avirecria dedica-se ao comércio de todos produtos para agricultura e pecuária, (rações, adubos, batatas, agroquímicos, milhos híbridos, petfoods, fertilizantes, sementes), assim como utilidades, equipamentos e produtos alimentares.
A área geográfica influente da empresa é nos concelhos limítrofes (Arouca, Vale Cambra, Castelo de Paiva, Santa Maria da Feira, Ovar, Estarreja, Murtosa, Gaia), sendo que 60% das vendas se destinam a revendedores e as restantes para agricultores e consumidores finais.

Porbatata: Quais as perspetivas de futuro para a Avirecria? E para o sector da batata?
Avirecria: Numa perspetiva futurista a Avirecria pretende acompanhar a dinâmica do mercado alargando a sua área de influência apostando na diversidade de produtos respeitando sempre as normas de qualidade e segurança assim como apostando na formação de pessoal qualificado para fazer face as exigências atuais e de futuro.
Continuaremos a comercializar batatas de semente uma vez que consideramos ser um negócio que se adequa a nossa atividade e com perspetivas de evoluir num futuro próximo.

Porbatata: O que espera de uma Associação como a Porbatata?
Avirecria: Espera-se que seja um apoio para o nosso setor com informação e divulgação.

Luís Pinho (Sócio gerente)